Espaço Vinil

selo Anuncieaqui triplo

Nelson Sargento faz roda de samba com Diogo Nogueira na Casa Natura Musical

por Redação.

02/11/2017 17:28:00
 
Na tarde do domingo, 5 de novembro
 
Um dos mais importantes nomes do samba atual junta-se ao time de convidados do presidente de honra da Mangueira. Em dezembro, Nelson Sargento Com Vida Alcione. Público pode chegar mais cedo e sair mais tarde, aproveitando as comidinhas de boteco e a pista de dança, com DJ residente.
 
diogo.jpg
 
A Casa Natura Musical apresenta no domingo, 5 de novembro, às 15h30, a quarta edição do projeto Nelson Com Vida, que estreou um novo horário e um novo formato para shows em São Paulo, um delicioso programa para toda a família nas tardes de domingo que tem chamado a atenção do público paulistano. O ícone do samba Nelson Sargento recebe convidados uma vez por mês, em tardes recheadas com muito samba e comidinhas de boteco. Depois de encontros emocionantes com Monarco, Criolo e Sandra de Sá (imagens no link ao final do texto), agora é a vez de Nelson Sargento convidar Diogo Nogueira para mais uma roda de samba imperdível.
 
Parceiro de nomes como Cartola e Darcy da Mangueira, Nelson Sargento, 93, é autor de mais 400 sambas e iniciou na ala de compositores da Mangueira nos anos 1940. Entre as músicas do repertório deste encontro especial na Casa Natura Musical, clássicos como Vou Partir (Jair Costa e Nelson Cavaquinho), além de pérolas do próprio Nelson Sargento, como Encanto da Paisagem, Triângulo Amoroso, Falso Amor Sincero e Agoniza Mas Não Morre.
 
Diogo Nogueira acostumou-se desde cedo a ser embalado por choros e sambas. Seu pai, João Nogueira, costumava levar o filho para cantar em seus shows e logo vieram os convites para participar de rodas de samba do Rio, hábito que lhe rendeu respeito e aprovação dos “bambas” da música. Com dez anos de carreira, o cantor, compositor e instrumentista Diogo Nogueira já vendeu mais de um milhão de cópias de seus sete CDs e três DVDs, ganhando duas vezes o Grammy Latino e consagrando-se como um dos mais importantes nomes do samba atual.
 
Nelson Sargento e Diogo serão acompanhados pelo Grupo Reduto, banda paulista formada em 2001. O conjunto tem Rodrigo Alves no cavaco, Tiago Trindade no pandeiro, Carlos Ferreira na percussão e Fábio Cerqueira no surdo. A banda ainda recebe o reforço luxuoso de Felipe Augusto (violão) e Allan Abbadia (trombone).
 
Quem comprar ingressos para a pista, tem acesso livre às mesas, bistrôs e camarotes. E prepare-se: domingo, 10 de dezembro, Nelson Sargento Com Vida Alcione. Ingressos já à venda.
 
Comidinhas de boteco
 
O público pode chegar mais cedo e sair mais tarde da Casa Natura Musical. Das 13h às 18h, será servido um festival de comidinhas de boteco, com delícias como caldinho de feijão, mandioca frita, bolinho de bacalhau, linguiças fatiadas, pasteis de carne e queijo, tábuas de frios. Haverá muitas mesas de ocupação livre espalhadas pela casa. Um DJ residente anima a pista com clássicos do samba e da MPB dançante.
 
Nelson Sargento Com Vida Diogo Nogueira
Domingo, 5 de novembro, às 15h30
Abertura da Casa: 14h
Ingressos:
Pista (com mesas, bistrôs e camarotes livres) – R$ 60  / R$ 30 meia-entrada (lote 1) e R$ 90  / R$ 45 meia-entrada (lote 2)
Lotação para este show: 710 lugares
Classificação etária: livre (menores de 12 anos acompanhados pelos pais ou responsáveis)
 
Casa Natura Musical
Rua Artur de Azevedo, 2134, Pinheiros, São Paulo
Ingressos sem taxa de conveniência na bilheteria da Casa
Horário da bilheteria: todos os dias, das 12h às 20h (dinheiro, CC e cartão de débito)
Vendas de ingressos: Eventim
SAC Eventim: 4003-6860, das 11h às 17h, de segunda a sexta-feira
Vendas para pessoas com deficiência: 4003-6860

Orquestra Bachiana e Palavra Cantada realizam concerto inédito em prol do GRAACC

por Redação.

29/10/2017 20:20:20
 
Evento faz parte do Festival de Música do GRAACC e terá duas únicas apresentações no feriado de 15 de novembro, no Espaço das Américas, em São Paulo
 
DivulgaçãoGRAACC_Foto.jpg
 
Quem disse que música infantil e erudita não combinam? Já imaginou um tenor cantando uma canção com o nome Rato? As respostas serão dadas em dois shows com a união inédita entre a Orquestra Filarmônica Bachiana, com regência do maestro João Carlos Martins, e participação especial da dupla Palavra Cantada. O espetáculo faz parte do Festival de Música GRAACC e terá duas únicas apresentações no dia 15 de novembro, no Espaço das Américas, na capital paulista.
 
"Estamos muito empolgados com este evento, pois será uma oportunidade única de ouvir os sucessos da Palavra Cantada de forma erudita", comenta Tammy Allersdorfer, superintendente de Desenvolvimento Institucional do GRAACC. "Por ser um evento financiado via lei de incentivo cultural, poderemos proporcionar valores populares e acessíveis o que é um grande estímulo para atrair o público e ainda contribuir com o combate ao câncer infantojuvenil", completa.
 
O evento, com apoio do Ministério da Cultura e patrocínio da Crefisa, terá a verba arrecada destinada ao GRAACC e contará com um reportório com as músicas Pé com Pé, Criança não Trabalha, Fome Come, Bolacha de Água e Sal, Vem Dançar com a Gente, Ciranda.
 
"Tenho uma relação próxima com o GRAACC e é sempre um prazer poder participar de algo único e que tenha como propósito beneficiar a instituição", diz o maestro João Carlos. "Estamos com muita expectativa para ver como nossas músicas ficarão com a regência do maestro e curiosos para saber qual será a reação dos pequenos", comenta Paulo Tatit, da Palavra Cantada, que vai lançar no show a música "Dia de Tempestade", dedicada à instituição.
 
Outro diferencial do show será a acessibilidade. As músicas terão tradução simultânea para o público de cegos e surdos, por meio de audioescritores e linguagem de Libras, respectivamente.
 
Criado em 1991, o GRAACC é uma instituição sem fins lucrativos, que tem como missão garantir a crianças e adolescentes com câncer todas as chances de cura com qualidade de vida. Ao longo de sua história, a organização acumula mais de seis mil pacientes atendidos, com índice médio de cura de 70%. A instituição é mantida principalmente por doações de pessoas físicas e empresas parceiras.
 
Festival de Música do GRAAC
Espetáculo: Orquestra Filarmônica Bachiana, com regência do maestro João Carlos Martins, e participação especial da dupla Palavra Cantada.
Data: 15 de novembro de 2017 (quarta-feira)
Abertura da casa: 13h30 e às 17h
Início do show: 15h e às 18h30
Censura: Livre – Menores de 12 anos somente acompanhados dos pais ou responsáveis legais
Local: Espaço das Américas (Rua Tagipuru, 795 – Barra Funda – São Paulo, SP)
Capacidade da casa para este evento: 2.648 por sessão
Ingressos:
 
Setor Azul – R$120,00 (inteira) e R$ 60,00 (meia)
Setor B – R$100,00 (inteira) e R$ 50,00 (meia)
Setor E – R$80,00 (inteira) e R$40,00 (meia)
 
Início das vendas: 28 de setembro, quinta-feira, às 10h 
Compras de ingressos: Nas bilheterias do Espaço das Américas (de segunda a sábado das 10h às 18h - sem taxa de conveniência) ou online pelo site da Ticket360
Sessão 1:
Sessão 2:
Formas de Pagamento: Dinheiro, Cartões de Crédito e Débito, Visa, Visa Electron, MasterCard, Diners Club, Rede Shop.

Orquestra Contemporânea de Olinda celebra dez anos

por Redação.

27/10/2017 14:02:00
 
 
Na Casa Natura Musical, domingo, 29 de outubro
Pianista Zé Manoel é o convidado especial de uma das mais cultuadas big bands brasileiras da atualidade
 
 olinda.jpg
 
No domingo, 29 de outubro, às 21h30, na Casa Natura Musical, a Orquestra Contemporânea de Olinda celebra seu aniversário de dez anos, tendo como convidado especial o aclamado jovem pianista Zé Manoel. A Orquestra Contemporânea de Olinda (OCO) é uma das mais cultuadas big bands brasileiras da atualidade. Três discos lançados, milhares de fãs, indicações ao Prêmio da Música Brasileira (2009) e ao Grammy Latino (2010) e reconhecimento dentro e fora do Brasil. A estreia nos Estados Unidos foi com ingressos esgotados no Lincoln Center e matéria de página inteira no The New York Times.
 
Este show na Casa Natura Musical foi pensado para consolidar os dez anos de pesquisa e elogiado trabalho da banda, reunindo repertório com o melhor dos três discos lançados: Orquestra Contemporânea de Olinda (2008), Pra Ficar (2012) e Bomfim (2015). As comemorações de aniversário seguem até 2018, com o lançamento do quarto disco.
 
A composição da banda é quase a mesma desde a sua criação: Gilú Amaral (percussão), Juliano Holanda (guitarra), Tiné e Maciel Salú (vocais), Hugo Gila (baixo), Rapha B (bateria), Adriano Babá (trombones), Alex Santana (tuba), Henrique Albino (sax e flauta) e Jonatas Araújo (trompete e flugelhorn). O maestro Ivan do Espírito Santo é o responsável pelos arranjos de metais. “Dez anos fecham um ciclo. A OCO é uma banda pernambucana e brasileira na sua essência, mas que também dialoga com o mundo e consegue tocar para diferentes públicos, ser contemporânea”, observa o músico e percussionista Gilú Amaral, que idealizou a OCO em 2007. De acordo com o guitarrista e compositor Juliano Holanda, a ideia era criar “uma big band atual, algo africana, com ecos da recente música pernambucana, olindense por excelência, que incorporou outros elementos com o passar do tempo”.
 
O jovem pianista pernambucano Zé Manoel é considerado umas das grandes revelações da música pernambucana da atualidade, conseguindo aliar música independente e tradicional, com muita ousadia em suas interpretações. Seu trabalho mais recente foi eleito Melhor Álbum Projeto Especial no 28º Premio da Música Brasileira. O álbum Delírio de um Romance a Céu Aberto (2016, selo Joia Moderna), com a música que dá nome ao disco, parceria com Vanessa da Mata, foi produzido pelo DJ Zé Pedro e o produtor Thiago Marques, com participações de intérpretes como Ana Carolina, Ná  Ozzetti, Tiganá Santana, Fafá de Belém.
 
O elogiado segundo disco Canção e Silêncio (2015, Natura Musical), com produção musical de Carlos Eduardo Miranda e produção de bases de Kassin, dá espaço a toda a profundidade de suas composições, sem medo de arriscar em águas escuras embebidas de jazz, Chopin, Satie, Edu Lobo, Chico Buarque e uma forte dose de Dorival Caymmi. Seu CD de estreia (Zé Manoel – 2012), com edição japonesa pelo selo Production Dessinee, teve duas músicas como parte da trilha sonora da série Louco por Elas (Rede Globo), do diretor João Falcão.
 
Neste domingo, 29 de outubro, a programação é dupla na Casa Natura Musical: à tarde, às 15h30, promete ser muito agitada com mais um grande encontro do projeto que tem atraído a atenção e a simpatia de muita gente: Nelson Sargento Com Vida, que terá como convidados especiais Sandra de Sá e o rapper Denegrindo. Ingressos à venda.
 
Orquestra Contemporânea de Olinda
Convidado especial: Zé Manoel
Quando: domingo, 29 de outubro, às 21h30
Abertura da Casa: 20h
Ingressos:
Meia-entrada para todos os setores
Pista (com mesas livres) – R$ 60
Bistrô superior – R$ 180
Camarote – R$ 200
Lotação para este show: 710 lugares
Classificação etária: 12 anos (menor de 12 acompanhado pelos pais ou responsáveis)
Casa Natura Musical
Rua Artur de Azevedo, 2134, Pinheiros, São Paulo
Ingressos sem taxa de conveniência na bilheteria da Casa
Horário da bilheteria: todos os dias, das 12h às 20h (dinheiro, CC e cartão de débito)
Vendas de ingressos: Eventim
SAC Eventim: 4003-6860, das 11h às 17h, de segunda a sexta-feira
Vendas para pessoas com deficiência: 4003-6860

Orquestra Filarmônica Jovem de Israel faz dois concertos em São Paulo

por Redação.

21/10/2017 18:00:00
 
A Orquestra Filarmônica Jovem de Israel, formação que prepara músicos para a aclamada Filarmônica de Israel, está em nova turnê brasileira. Em São Paulo serão dois concertos, na Sala São Paulo: nos dias 15 e 18 de novembro, às 21h.  No programa, duas obras de Brahms, uma delas o Concerto Op. 77, tendo como solista o prodigioso violinista Guy Braunstein (músico que por treze anos foi spalla da Filarmônica de Berlim). A regência é do maestro Eyal Ein-Habar.
 
israel.jpg
 
Reconhecidamente de altíssimo nível, a Orquestra Filarmônica Jovem de Israel traz "o selo de aprovação" da Orquestra Filarmônica de Israel, aclamada como uma das melhores do mundo. Vale dizer que se apresenta todos os anos sob regência de Zubin Mehta e tem dois discos gravados com o legendário maestro.
 
Os dois concertos acontecem em comemoração aos 70 anos da Federação Israelita do Estado de São Paulo (Fisesp) e terão a participação de cinco alunos brasileiros que integram o programa de bolsas de estudos para jovens talentosos do mundo todo.
 
A Escola de Música Buchmann-Mehta tem um bem-sucedido Programa Internacional de Bolsas para Estudantes Estrangeiros, que proporciona a jovens músicos de todas as partes do mundo a possibilidade de estudar ao lado de israelenses de diferentes origens sociais. Estudantes aceitos no programa moram e estudam em Tel Aviv em condições ideais, através de bolsas de estudo integrais e de bolsas de estadia.
 
Haverá ainda um terceiro concerto em São Paulo, em 16 de Novembro, na quadra da Escola de Samba Unidos de Vila Maria, além de apresentações em Belo Horizonte (12 de Novembro), Curitiba (14 de Novembro) e Ribeirão Preto (concerto ao ar livre em 19 de Novembro).
 
O programa colocará em evidência a música romântica de Johannes Brahms (1833 – 1897) concerto para violino em ré maior; Op. 77 e Sinfonia nº 3 em fá maior; Op. 90.
 
O VIOLINISTA GUY BRAUNSTEIN
 
O violinista Guy Braunstein nasceu em Tel Aviv, onde estudou com Chaim Taub. Prosseguiu seus estudos em Nova York, com Glenn Dicterow e Pinchas Zuckerman.
 
Tendo começado carreira internacional muito jovem, como solista e músico de câmara, Braunstein já se apresentou com as mais importantes orquestras e maestros do mundo – entre elas, Filarmônica de Israel, Tonhalle de Zurique, Sinfônica de Bamberg, Orquestra da Rádio de Frankfurt, Filarmônica do La Scala e Filarmônica de Berlim.
 
Seus trabalhos em música de câmara incluem projetos com músicos como Isaac Stern, András Schiff, Zubin Mehta, Maurizio Pollini, Yefim Bronfman, Daniel Barenboim, Simon Rattle, Mitsuko Uchida, Lang Lang, Emmanuel Ax e Angelika Kirschlager.
 
Braunstein foi o mais jovem violinista a ser indicado como spalla da Filarmônica de Berlim, em 2000. Ele ocupou a posição até o término da temporada 2012-13, quando passou a se dedicar à carreira solo.
 
Braunstein se apresenta com um violino feito em 1679 pelo luthier Francesco Ruggieri.
 
O MAESTRO EYAL EIN - HABAR
 
O israelense Eyal Ein-Habar, maestro e flautista, é primeira flauta da Orquestra Filarmônica de Israel desde 1997. Dirige o departamento de instrumentos de sopro da Escola de Música Buchmann-Mehta da Universidade de Tel Aviv, sendo também professor de flauta da instituição.
 
Vencedor de vários concursos internacionais de flauta, atua regularmente como solista de flauta e como maestro junto às principais orquestras israelenses, bem como a várias orquestras de todo o mundo – entre elas a própria Filarmônica de Israel. E participa regularmente de festivais de música de câmara em Israel, Europa, Américas do Norte e do Sul e Canadá.
 
Seus mais recentes compromissos internacionais como solista ou como maestro incluem a Sinfônica da Universidade de Concepção (Chile), a Orquestra Juvenil RIAS (Berlim), a Camerata Nórdica (Suécia), a Filarmônica Kaliska (Polônia) e a Sinfônica Nacional de Colômbia.
 
Eyal Ein-Habar tem diversos discos gravados, com o Israel Woodwind Quintet, o Israel Flute Ensemble e outros grupos de câmara. Seu álbum mais recente é "Mendelssohn and Farrenc Trios", ele à flauta junto a Adi Tal, cello, e Lahav Shani, piano.
 
A ORQUESTRA FILARMÔNICA JOVEM DE ISRAEL
 
A Orquestra Filarmônica Jovem de Israel, da Escola de Música Buchmann-Mehta da Universidade de Tel Aviv, é a orquestra que prepara músicos para a Orquestra Filarmônica de Israel, oferecendo a eles um abrangente programa de treinamento orquestral. Nesse programa, os estudantes trabalham junto aos principais instrumentistas da Orquestra Filarmônica de Israel e integram a orquestra em grandes concertos pelo mundo, como parte do programa de estágio. Master classes com maestros convidados e solistas, que proporcionam aos estudantes um enriquecimento profissional do mais alto nível artístico.
 
A orquestra dispõe de um programa de bolsas de estudos para jovens talentosos carentes do mundo todo – vários brasileiros já foram agraciados.
 
O diretor do programa de treinamento orquestral é o maestro Eyal Ein-Habar. Entre os músicos que têm colaborado com a Orquestra Filarmônica Jovem de Israel estão os maestros Zubin Mehta, Christoph von Dohnányi, Gustavo Dudamel e Kurt Masur e os solistas Yo-Yo Ma, Itzhak Perlman, Maxim Vengerov, Julian Rachlin, Mischa Maisky, Menachem Pressler e Yefim Bronfman. 
 
A Orquestra Filarmônica Jovem de Israel mantém séries de concertos na Universidade de Tel Aviv e se apresenta anualmente sob a batuta do maestro Zubin Mehta no Mann Auditorium em Tel Aviv.
 
Orquestra Filarmônica Jovem de Israel sob a regência de Eyal Ein - Habar - Solista Guy Braunstein
Datas: 15 e 18 de novembro de 2017
Horário: 21h
Local: Sala São Paulo - Praça Júlio Prestes, 16. Luz – Tel: 3367-9500
Nº de lugares: 1.484
Duração: 100 minutos
Indicação etária: Livre
Preços: De R$ 40,00 a R$ 300,00 
Vendas: (11) 4003-1212 ou pelo site: http://www.ingressorapido.com.br
Possui acesso para deficientes físicos
Lei de incentivo à cultura
Realização: Ministério da Cultura - Brasil, Ordem e Progresso e Federação Israelita do Estado de São Paulo.

Sucesso de Caetano Veloso ganha uma versão em italiano

por Redação.

15/10/2017 15:27:00
 
Na voz de Lulli Chiaro e Sampa Crew
Música fará parte do álbum "Sala de Estar" será lançado em breve pela Sony Music
 
caetano.jpg
 
O cantor e pianista Lulli Chiaro acaba de anunciar mais uma participação especial no tão esperado "Sala de Estar", seu novo álbum a ser lançado em breve pela Sony Music. O artista dividirá a sua inconfundível voz com o maior representante do Happy Melody nacional, o grupo Sampa Crew. A música escolhida para o dueto foi a "Non Mi Hai Insegnato a Scordare Te" - versão de Carla Vercesi, numa releitura de um dos maiores clássicos da música brasileira  "Você Não Me Ensinou a Te Esquecer" de autoria de Fernando Mendes e que ganhou destaque na voz de Caetano Veloso.
 
"E que prazer dividir a voz nesta canção com esta galera incrível do Sampa Crew. Durante a gravação não deu pra segurar, viajamos entre sorrisos largos de alegria e lágrimas incontidas de emoção", declarou Lulli.
 
O álbum terá 12 faixas, sendo 7 músicas inéditas autorais e 5 versões de sucessos para o italiano. Além do Sampa Crew, este trabalho conta com as participações de Ivan Lins, Daniel Boaventura, o Tenor Marcello Vannucci, a atriz e cantora teen Bia Jordão, a Orquestra Filarmônica de São Petersburgo e mais 1 convidado a ser anunciado em breve.
 
"O álbum Sala de Estar promete ser um marco na fulminante e brilhante carreira de Lulli e com certeza elevará a um patamar raramente visto, o nível da produção musical brasileira", declarou Bruno Baptista da Sony Music.
 
Sala de Estar...vale a pena aguardar, conferir e se deliciar!